quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Livros e indicações

Que eu gosto de ler não é novidade nenhuma (eu acho). Que eu compro livros para o Arthur também não. Além disso, a minha escritora preferida ever é a Ana Maria Machado, que apesar de escrever muito bem para adultos é mais conhecida por escrever para crianças. E então, na tal escola nova, eles incentivam muito a leitura com rodas de leituras diárias e um dos pedidos do material escolar eram 2 livros para compor a biblioteca de sala.

Além disso, a partir do segundo semestre o Arthur poderá retirar livros da biblioteca e trazer para casa! (E eu acho isso o suprasumo da maioridade literária dele!).

Então, voltando aos livros da biblioteca de sala, não poderia ser qualquer livro não. Você poderia escolher, mas dentro de um universo selecionado pela escola, que teve como critério livros de conteúdos literários e histórias relevantes.

Quando eu vi a lista fiquei pensando que livro queria comprar para o Arthur e selecionei alguns (eu até já falei disso aqui), mas aí fiquei pensando que seria legal abrir a tal lista. Então, aqui vai a lista de livros indicados pela escola do Arthur, mas que tem coisas muito boas e vale de referência para montarmos uma biblioteca infantil para nosso filho em casa ou presentear alguma criança por aí. Aliás, se quiserem presentear a minha criança com um desses, agradecemos.
  • A Arca de Noé – Vinícius de Moraes – Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • A Arca dos Bichos – Marcelo Duarte – Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • A Festa de Bruxa Onilda – E. Larreula e R. Capdevilla – Ed. Scipione. 
  • A Árvore Generosa – Shel Silverstein – Ed. Record. 
  • A Aventura da Escrita – Lia Zatz – Ed. Viramundo. 
  • A Bruxa Salomé – Audrey Wood – Ed. Ática. 
  • A Casa Assombrada – Kazuno Kohara – Ed. Cosac Naify. 
  • A Casa dos beijinhos – Claudia Bielinsky - Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • A Casa Sonolenta – Don e Audrey Wood – Ed. Ática. 
  • A Menina, a Gaiola e a Bicicleta – Rubem Alves – Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • Amigos – Rob Lewis – Ed. Martins Fontes. 
  • Advinhe se Puder – Eva Furnari – Ed. Moderna. 
  • As Coisas que Eu Queria Ser – Arthur Nestrovski – Ed. Cosac Naify. 
  • Assim Assado – Eva Furnari – Ed. Moderna. 
  • A Festa No Céu – Ângela Lago – Ed. Melhoramentos. 
  • A Formiga Aurélia e Outros Jeitos de Ver o Mundo – Regina Machado – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • A Galinha Xadrez – Rogério S. Trezza – Ed. Brinque-Book. 
  • A Guerra dos Bichos – cordel para crianças – Luiz Carlos Albuquerque – Ed. Brinque-Book. 
  • A História de Tudo – Neal Layton – Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • A História do Cão – Jackie Robb – Ed. Ática. 
  • A História do Tatu – Jackie Robb – Ed. Ática. 
  • A Máquina Maluca – Ruth Rocha – Ed. FTD. 
  • A Pena – Katja Reider – Ed. Brinque-Book. 
  • A Princesa que Tudo Sabia… Menos uma Coisa – Su Box – Ed. Brinque-Book. 
  • A Princesinha Medrosa – Odilon Moraes – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • A Princesa Tiana e o Sapo Gazé – Márcio Vassallo – Ed. Brinque Book. 
  • A Promessa do Girino – Jeanne Willis – Ed. Cia. Das Letrinhas. 
  • A Televisão da Bicharada – Sidônio Muralha e Fernando Lemos – Ed. Global. 
  • A Toalha Vermelha – Fernando Vilela – Ed. Brinque-Book. 
  • A Turma – Helme Heíne – Ed. Martins Fontes. 
  • A Velhinha que Dava Nome às Coisas – Cynthia Rylant – Ed. Brinque-Book. 
  • A Verdadeira História dos Três Porquinhos – Jon Scieszka – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • A Vingança do Falcão – Uma Obstinada Busca por Liberdade – Rogério 
  • Andrade Barbosa e Fernando Vilela – Ed. Brinque-Book. 
  • Além do Rio – Ziraldo – Ed. Melhoramentos. 
  • Ana e Ana – Célia Godói – Ed. Cia das Letrinhas. 
  • As Tranças de Binton – Sylviane Diouf – Ed. Cosac Naify. 
  • Até Logo, Urso Boz – Rob Lewis – Ed. Martins Fontes. 
  • Bem Brasileirinhos – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Cosac Naify. 
  • Bicho, Bichinho, Bichão – Carla Caruso – Ed. Dimensão 
  • Bichos que Existem e Bichos que Não Existem – Arthur Nestrovski – Ed. Cosac Naify. 
  • BUU! – Colin McNaughton – Ed. Martins Fontes. 
  • Brincadeira de Sombra – Ana Maria Machado – Ed. Global. 
  • Brasileirinhos – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Cosac Naify 
  • Cambalhota – Ricardo da Cunha Lima – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Chapeuzinho Amarelo – Chico Buarque – Ed. José Olímpio. 
  • Chapeuzinhos Coloridos – José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta – Ed. Objetiva. 
  • Cocô de Passarinho – Eva Furnari – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Como Contar Crocodilos – Margareth Mayo – Ed. Cia. Das Letrinhas. 
  • Como o Grinch Roubou o Natal – Dr. Seuss – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Contos de Animais do Mundo Todo – Naomi Adler – Ed. Martins Fontes. 
  • Contos de Grimm – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Contos de Perrault – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Contos do Arco da Velha – Maria Teresa S. Silva – Ed. Cia. Das Letrinhas. 
  • Cor de Camaleão – Andréa Daher – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Da Pequena Toupeira que Queria Saber Quem Tinha Feito Cocô na Cabeça Dela – Werner Holzwarth e Wolf Eribrunch – Cia. das Letrinhas. 
  • De Cabeça pra Baixo – Ricardo da Cunha Lima – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Dezenove Poemas Desengonçados – Ricardo Azevedo – Ed. Ática. 
  • Diário de uma Aranha – Doween Cronin – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Diário de uma Minhoca – Doween Cronin – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Do Avesso – Ricardo da Cunha Lima – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Dr. Cão – Babette Cole – Ed. Ática. 
  • Dorminhoco – Michael Rosen e Jonathan Langley – Ed. Brinque Book. 
  • Dorotéia, a Centopéia – Ana Maria Machado – Ed. Salamandra. 
  • Em Cima e Embaixo – Janet Stevens – Ed. Ática. 
  • Enrosca, desenrosca – Maria José Nóbrega e Rosane Pamplona – Ed. Moderna. 
  • Então você Chegou… – Anette Hildebrandt – Ed. Cia. Das Letrinhas. 
  • Era uma vez, três – Maria José Nóbrega e Rosane Pamplona – Ed. Moderna. 
  • Essa Não! – Keith Faulkner – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Estela, Estrela do Mar – Marie-Louise Gay – Ed. Brinque-Book. 
  • Estela, Fada da Floresta – Marie-Louise Gay – Ed. Brinque-Book. 
  • Estela, Princesa do Céu – Marie-Louise Gay – Ed. Brinque-Book. 
  • Eu sou Marvin, eu Sou Valente! – Dominique Martins – Ed. Martins Fontes. 
  • Eu Era Um Dragão – Ana Maria Machado – Ed. Global. 
  • Espelho – Suzy Lee – Ed. Cosac Naify. 
  • Fábulas de Esopo – Russel Ash e Bernard Higton – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Fábulas Tortas – Diléa Frate – Ed. Cia das Letrinhas. 
  • Fome de Urso – Heinz Janisch – Ed. Brinque-Book. 
  • Girassóis – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • Guilherme Augusto Araújo Fernandes – Mem Fox – Ed. Brinque-Book. 
  • Histórias Maravilhosas de Andersen – Hans Christian Andersen – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Histórias para Acordar – Diléa Frate – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Historinhas de Contar – Natha Caputo e Sara Cone Bryant – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • João Boboca ou João Sabido? – Rosane Pamplona – Ed. Brinque Book. 
  • João por Um Fio – Roger Mello – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Kabá Darebu – Daniel Munduruku – Ed. Brinque-Book. 
  • Lá Vem História – Heloísa Prieto – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Lá Vem História Outra Vez – Heloísa Prieto – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Lampião e Lancelote – Fernando Vilela – Ed. Cosac & Naify. 
  • Leo – Mariana Massarani – Ed. Manati. 
  • Lili, Pedro e O Peixe Caçador de Tesouros – Angelika Glitz – Ed. Brinque-Book. 
  • Limeriques – Tatiana Belink – Ed. FTD. 
  • Limeriques da Cocanha – Tatiana Belinky – Ed. Compahia das Letrinhas. 
  • Lin e o Outro Lado do Bambuzal – Lúcia Hiratsuka – Ed. SM. 
  • Loris Lento – Aléxis Deacon – Ed. Cosac Naify. 
  • Luas e Luas – James Thurber – Ed. Ática. 
  • Lúcia-já-vou-indo – Maria Heloisa Penteado – Ed. Ática. 
  • Macaco Danado – Julia Ionaldson e Alex Scheffer – Ed. Brinque Book. 
  • Mais Brasileirinhos – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Cosac Naify. 
  • Maneco Caneco Chapéu de Funil – Luís Camargo – Ed. Ática. 
  • Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias – Ruth Rocha – Ed. Salamandra. 
  • Marieta – Mariana Massarani – Ed. Manati. 
  • Mata – contos do folclore brasileiro – Heloísa Prieto – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Menina Bonita do Laço de Fita – Ana Maria Machado – Ed. Ática. 
  • Meu Livro do Folclore – Ricardo Azevedo – Ed. Ática. 
  • Mito de Índios de Várias Tribos – Ciça Fittipaldi – Ed. Melhoramentos. 
  • Mumu, a Vaquinha Jururu – Jeanne Willis e Tony Ross – Ed. Cia. Das Letrinhas. 
  • Não Confunda – Eva Furnari – Ed. Moderna. 
  • Nestor – Quentin Gréban – Ed. Brinque-Book. 
  • Ninguém Gosta de Mim – Raoul Knischanitz – Ed. Brinque-Book. 
  • Novas Histórias Antigas – Rosane Pamplona – Ed. Brinque-Book. 
  • Nove Chapeuzinhos – Flavio de Souza – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Novos Brasileirinhos – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Cosac Naify. 
  • O Beijo – Valérie D’Hur – Ed. Brinque-Book. 
  • O Cão e o Dono do Cão – Mariana Massarani – Ed. Manati. 
  • O Caracol e a Baleia – Julia Donaldson – Ed. Cosac Naify. 
  • O Carteiro Chegou – Allan Ahlberg – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • O Casamento de Porcolino – Helme Heine – Ed. Ática. 
  • O Caso da Lagarta que Tomou Chá-de-Sumiço – Milton Célio de Oliverira Filho – Ed. Brinque-Book. 
  • O Caso das Bananas – Milton Célio de Oliveira Filho – Ed. Brinque-Book. 
  • O Caso do Pote Quebrado – Milton Célio de O. Filho – Ed. Brinque-Book. 
  • O Céu das Crianças – dez histórias de meninos e estrelas – Paulo Freire – Ed. Cia das Letrinhas. 
  • O Clube dos Contrários – Silvia Zatz – Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • O Diário do Lobo: A Verdadeira História dos Três Porquinhos – Jon Scieszka – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • O Duende da Ponte – Patrícia Rae Wolff – Ed. Brinque-Book 
  • O Folclore do Mestre André – Marcelo Xavier – Ed. Formato. 
  • O Gatola da Cartola – Dr. Seuss - Ed. Companhia das Letrinhas. 
  • O Grande Rabanete – Tatiana Belinky – Ed. Moderna. 
  • O Grúfalo – Julia Donaldson – Ed. Brinque Book. 
  • O Homem do Saco – Rogério S. Trezza – Ed. Brinque-Book. 
  • O Homem que Amava Caixas – Stephen Michael King – Ed. Brinque-Book. 
  • O Livro de Trava-Línguas – Ciça – Ed. Nova Fronteira. 
  • O Menino e o Jacaré – Maté – Ed. Brinque-Book 
  • O Menino Maluquinho – Ziraldo – Ed. Melhoramentos. 
  • O Menino que Chovia – Cláudio Thebas – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • O Mensageiro das Estrelas – Peter Sís – Ed. Ática. 
  • O Monstruoso Segredo de Lili – Angelika Glitz e Annette Swoboda – Ed. Brinque-Book. 
  • O Pote Vazio – Demi – Ed. Martins Fontes. 
  • O que é, o que é? (vol. 1, 2 e 3) – Ruth Rocha e Walter Ono – Ed. Quinteto Editorial. 
  • O Sapo Bocarrão – Keith Faulkner – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • O Sapo que Virou Príncipe – Jon Sciezka – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • O Urso Que Queria Ser Pai – Wolf Erlbruch – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Olha o Bicho! – José Paulo Paes – Ed. Ática. 
  • Onda – Suzy Lee – Ed. Cosac Naify. 
  • Ora, Vírgulas! – Rosana Rios – Ed. Global. 
  • O Ratinho, o Morango Vermelho Maduro e o Grande Urso Esfomeado – Ian e Wood – Ed. Brinque Book. 
  • Orelha de Limão – Katja Reider – Ed. Brinque-Book. 
  • Os Dez Sacizinhos – Tatiana Belinky – Ed. Paulinas. 
  • Os Meninos que Viraram Estrelas – Sávia Dumont – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Ou Isto ou Aquilo – Cecília Meireles – Ed. José Olympio. 
  • Ode a uma Estrela – Pablo Neruda – Ed. Cosac Naify. 
  • Os mais Belos Contos de Andersen – Friederun Reichenstetter – Ed. Salamandra. 
  • Os Animais de Todo Mundo – Jacques Roubaud – Ed. Cosac Naify. 
  • Para Onde Vai a Quinta-feira? – Stephen Michael King – Ed. Brinque-Book. 
  • Patrícia – Stephen Michael King – Ed. Brinque-Book. 
  • Pedro e Tina, uma Amizade Muito Especial – Stephen Michael King – Ed. Brinque-Book. 
  • Pequeno Manual de Monstros Caseiros – Stanislav Marijanovic – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Perde Quem Fica Zangado Primeiro – Ítalo Calvino – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Poemas Para Brincar – José Paulo Paes – Ed. Ática. 
  • Por que o Céu é Azul – David West – Ed. Melhoramentos. 
  • Procura-se – Galeria de Animais Ameaçados de Extinção – Vários Autores – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Quando esta história aconteceu, num tempo que não foi ontem, nem hoje, nem tempo nenhum – Alan Garner – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Quando Mamãe Virou um Monstro – Joanna Harrison – Ed. Brinque-Book. 
  • Que História é Essa? – Flávio de Souza – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Raposa – Margaret Wild – Ed. Brinque-Book. 
  • Reizinho Mandão – Ruth Rocha – Ed. Quinteto Editorial. 
  • Ri Melhor Quem Ri Primeiro – poemas para crianças (e adultos inteligentes) – José Paulo Paes – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Rima pra Cá, Rima pra Lá – histórias, rimas, canções e cia. – Heloisa Jahn – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Ri, Ri, Ri, Quack: As Malandragens do Pato – Doreen Cronin – Ed. Rocco. 
  • Rupi! O Menino das Cavernas – Timothy Bush – Ed. Brinque-Book. 
  • Sábado na Livraria – Sylvie Neeman – Ed. Cosac Naify. 
  • Suriléa-mãe-monstrinha – Lia Zatz / Eva Furnari – Ed. Callis. 
  • Tanto, tanto! – Trish Cooke – Ed.Ática. 
  • Tapete Mágico – Ana Maria Machado – Ed. Ática. 
  • Teque, Teque, Muu: Vacas que Escrevem à Máquina – Doreen Cronin – Ed. Rocco. 
  • Topeirinha e seus Porquês – Lore Segal, Sergio Ruggies – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Três Príncipes, Três Presentes – John Yeomam – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Travadinhas – Eva Furnari – Ed. Moderna. 
  • Um Lobo Instruído – Pascal Bret – Ed. Martins Fontes. 
  • Um Passarinho me Contou – José Paulo Paes – Ed. Ática. 
  • Um Porco Vem Morar Aqui – Cláudia Fries – Ed. Brinque-Book. 
  • Um Sonho Para Todas as Noites – Lisa Bresner – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Uma Cor, Duas Cores, Todas Elas – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Uma Girafa e Tanto – Shel Silverstein – Ed. Cosac Naify. 
  • Uma Princesa Nada Boba – Luiz Antonio – Cosac Naify. 
  • Vice-Versa ao Contrário – Otávio Frias Filho, N. Sevcenko, M. Scliar, M. Coelho, Mônica R. Costa, H. Prieto e M. Rey – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Vira-Lata – Stephen Michael King – Ed. Brinque-Book. 
  • Vitória da Preguiça – Helen Lester – Ed. Ática. 
  • Vizinho, Vizinha – Roger Mello – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Voa, Passarinho! – John Yeomam – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Você Diz que Sabe Muito, Borboleta Sabe Mais – Ricardo Azevedo – Ed. Moderna. 
  • Você Troca? – Eva Furnari – Ed. Moderna. 
  • Você Não Consegue Dormir, Ursinho? – Martin Waddell – Ed. Brinque Book. 
  • Volta ao Mundo em 52 Histórias – Neil Philip – Ed. Cia. Das Letrinhas. 
  • Vovô Majai e as Lebres – Tatiana Belinky – Ed. SM. 
  • Zeca era Diferente – Norman Rockwell – Ed. Cia. das Letrinhas. 
  • Zum-Zum-Zum e outras poesias – Lalau e Laurabeatriz – Ed. Companhia das Letrinhas.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Falta 30 dias

Então eu tinha decidido que não ia fazer festa este ano porque o dinheiro ia todo na viagem de férias. 

Eu pensei em fazer um bolo simples em casa só para ele assoprar as velinhas e não deixar de registrar.

Mas então, um dia, ele viu uma foto do aniversário do ano passado e me perguntou onde era. E eu expliquei que era a festa do Arthur e tal. E ele me pediu festa de novo.

E se não bastasse o DNA, meu filho tem a quem puxar e adora uma festa de aniversário e um parabéns igualzinho a mãe dele!

E eu fiquei matutando e pensando o que ia fazer. E o marido deu indireta e as tias já cobraram e eu fiquei pensando o que ia fazer e decidi que vou fazer o que é possível.

Então estou há um mês do aniversário dele me planejando em fazer alguma coisinha bem simples e pequena apenas com os familiares de primeiro grau que já dá quase 50 pessoas.

Pensei em coisa simples mesmo: sanduíche de metro, cachorro quente, pipoca, gelatina, bolo e docinhos. Tudo servido à vontade. Sem um monte de gente que nem convive com minha criança. Só com os primos para brincar e um parabéns para ele apagar as velinhas que ele tanto ama.

Se der, vou fazer uns enfeites para a mesa do lobo mau e dos três porquinhos em feltro. Mas to com tantos planos para as férias e precisando zerar a monografia que acho que não vou conseguir.

Este ano, estou focada em matar a vontade dele mesmo que sem muita gente, mas com todo mundo pronto para fazer ele se sentir amado e querido no seu aniversário!

Que venha dia 24 de março e os 3 anos dessa criatura que amo cada dia mais!

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Sobre os dias que se passam

Semana passada eu estava triste. Havia levado o filhote na escola e o deixei lá chorando. E como as coisas não vão bem no trabalho, eu fiquei me questionando se tudo aquilo valia mesmo a pena.

Eu NUNCA pensei em deixar de trabalhar. Nem antes de engravidar, nem durante a gravidez, nem durante a licença-maternidade e nem depois que eu voltei a trabalhar. Isto simplesmente nunca me passou pela cabeça. Nem naquelas brincadeiras de querer ser dondoca e tal. Eu gosto de trabalhar e, acima de tudo, gosto do que eu faço e acredito nisso. Somado a isso eu odeio cuidar de casa e não me vejo largando minha carreira para cuidar da casa. Nada contra quem faça, mas eu não me vejo cogitando essa possibilidade. Quer dizer, não até então...

Não que de verdade essa fosse minha opção de coração, mas pensei nisso e em um monte de outras coisas. E então abri a tela em branco aqui para reclamar, para desabafar, para fazer um mimimi, mas nem deu tempo. Uma amiga de trabalho entrou na sala e começamos a conversar, e depois entrou outra e a conversa virou terapia de grupo e... simplesmente passou. No final, estávamos mesmo rindo.

Uma outra amiga me deu uma carona esperta no final do dia, que é o dia do meu rodízio, e no final ficou tudo bem e ainda terminei o dia rindo e super de bem com a vida. E assim estou até hoje, quase uma semana depois do acontecido.

Os dias tem sido bastante corrido com o trabalho e a chegada das férias. Enquanto janeiro aqui é uma calmaria sem fim, fevereiro entrou com tudo e eu tenho 2 jornais para editar, um boletim eletrônico especial para criar e mais um milhão de coisas para fazer. Assim é a vida e assim sigo eu, sem nenhum tempo de escrever aqui e ficando tão cansada no final do dia que não aguento nem escrever mais tarde - aliás, eu devia estar estudando mais tarde, mas não tenho conseguido fazer nada. Chego em casa, dou jantar para o Arthur, brinco, dou a mamadeira e não quero saber de nada além de dormir.

Sinal de que preciso muito muito das minhas férias e sinal de que tenho vivido mais fora das telas do que dentro delas. Ainda tem umas coisas que eu quero escrever aqui antes de viajar. Só espero que dê tempo.

O Arthur segue em sua adaptação. Tem dia que chora para ficar na escola e hoje, por exemplo, logo cedo já me disse que não queria ir para a escola nova (ele ainda chama a escola de a escola nova), mas não me deu motivos. No entanto, vestiu o uniforme ao som de Balão Mágico numa boa e saiu de casa sem protelar. Embora tenha protelado no carro para sair, ele sequer chorou ou fez drama dentro da escola. Se entregou ao colo da professora e parti sem ouvir seus choros ou chamados.

Tenho notado principalmente que ele tem vindo cansado de casa, mas não tem vindo irritado como andava vindo da outra escola. Ele pede comida e tem comido quase todo o lanche que tenho mandado para ele (e é sempre uma saga decidir o que eu vou mandar, mas isso vale outro post) e dizem estar comendo bem na hora do almoço.

Ainda estamos todos em adaptação: ele com a nova rotina diária na escola e eu com deixar e buscar na escola e ainda dar o jantar no final do dia. Estamos em uma nova fase, que aos poucos e com o fim do horário de verão, vamos nos adaptando. Assim esperamos.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

A escola nova e as duas horas que duraram a tarde inteira

Eis que o primeiro dia de aula do Arthur finalmente chegou. Finalmente para ele, finalmente para mim e finalmente para a vovó que está desde dezembro integralmente com o Arthur por causa das férias.

Desde que ele foi pela primeira vez na escola (veja mais aqui) ele me pergunta quando ele vai para a escola nova. E assim temos convivido com uma vontade dele e uma ansiedade minha.

Na semana passada tive duas reuniões na escola. Uma na quinta-feira, sobre a adaptação e outra no sábado, sobre o ano letivo, a escola, etc. E então as aulas começaram na quarta, mas quarta é o dia do meu rodízio e como o marido está sem carro estou andando de ônibus e metrô neste dia e ficaria inviável vir trabalhar e voltar no meio do dia para levá-lo para a escola às 13h - já que são em lados opostos da cidade. Para piorar, ainda tinha uma reunião às 10h, então decidi adiar em um dia esta ida a escola. Seria melhor e mais prático, apesar de ainda assim ser corrido e tumultuado.

Então, larguei tudo no trabalho na hora do almoço e cruzei a cidade para buscar meu filho e ir junto com ele  (eu já disse aqui alguma vez que não abro mão de fazer algumas coisas com ele?!) no primeiro dia de aula, ou melhor, de adaptação.

Chegamos e ele entrou na sala, mas logo saiu. Com tanto brinquedo espalhado pelo pátio, ele quis mesmo brincar e não ficar na sala. Escorregou, entrou na casinha, pegou um chapéu e veio me pedir para tirar o sapato só um pouquinho (dá-lhe férias descalço e o menino não quer mais usar sapato) eu disse que não e continuei ali sentada observando tudo ao lado de mais várias mães. Então, como era o primeiro dia dele, a professora dedicou uma super atenção para ele e o convidou para brincar na areia (tinham crianças menores brincando também) e ele quis ir e foi com ela.

E depois de um tempo ali, pensando e observando, a auxiliar de coordenação pediu que eu me despedisse dele e avisasse que ia para a cantina (e eu dei graças a Deus porque não tinha conseguido almoçar nada). Ele perguntou se eu ia embora e eu disse que não, que ia na cantina e ele aceitou dizendo um ah, tá. E fui.

Cheguei lá e tinham 3 mães conversando. Pedi um salgado e um suco e me sentei com elas. Elas estavam falando sobre parto normal e humanizado e etc e tal e citando os nomes bam-bam-bans do parto humanizado (que eu não conheço nenhum) e dos preços e etc e tal (umas da mães está grávida, com barrigão e tal e decidiu procurar um parto humanizado para a segunda gestação). Então, veio o meu menino com a professora dizendo que queria me dar um beijo. E viu meu suco (vazio) e pediu. E eu disse que tinha um suco na lancheira dele, ele insistiu que queria um de maçã, mas foram na lancheira para ver o suco que tinha lá. Depois de um tempo ele voltou pedindo de novo o suco de maçã. Eu comprei um para ele, que bebeu um pouco e saiu. E continuamos lá batendo papo.

E veio a primeira criança, a da mãe grávida, já cansada e com sono e chorando e tal. Ela pediu um suco de laranja (acho que no fundo ela queria continuar ali batendo papo com a gente), mas a filhota dela estava exausta e super cansada e elas acabaram indo embora. Depois de um tempo veio outra criança. A mãe a pegou, se despediu e foi embora. Fiquei eu e mais uma mãe já meio sem assunto. Eu com o meu livro, o calor infernal e o Whatsup de consolo com amigas falando várias besteiras. A outra mãe já estava preocupada porque era só para ficar duas horas e já tinham passado duas horas e meia e nada do filho dela aparecer. Deu um tempo, veio o filho dela. Ela se despediu e foi embora também. E eu fiquei só, com uma avó que veio tagarelar nada com nada e depois foi embora. Continuei lendo e outra mãe, que estava em outro lugar da escola, veio. Conversamos um pouco, mas ela começou a trabalhar no notebook e eu continuei a ler o livro.

E assim, lendo, conversando, no celular, as duas horas se transformaram em uma tarde inteira. Quando deu 5 horas, a outra mãe fechou as coisas e disse que ia buscar a filha porque já era hora da saída do período da tarde. Eu fiquei ali, meio sem saber se ia também ou ficava, mas a leitura estava boa e eu continuei lendo. Até que deu 17h15 e a moça da cantina disse que achava que era melhor eu ir buscar o Arthur e tal e que deviam estar me esperando lá. Eu que estava lendo, preferi terminar de ler pelo menos a página para depois ir e ela estava incomodada ou sei lá o que e resolveu checar se eu tinha que ir mesmo ou se trariam o Arthur. Eu tinha que ir lá e já estava cansada de ficar lá na escola, então fui. No caminho, a auxiliar de coordenação me disse que hoje eu poderia levá-lo às 13h novamente e ficar apenas 15 minutos, me despedir e sair. Fui buscá-lo e a professora me falou que ele ficou super bem, depois não perguntou mais de mim, brincou, fez xixi, mas comeu pouco lanche (preferiu a maçã do que a bisnaguinha).

Fomos para casa com meu menino dizendo: "Eu goto da icola nova." Depois disso, eu não preciso de mais nada. Pude ter certeza que os esforços valem a pena e que por ele eu sou capaz de qualquer coisa, inclusive alterar meus dias, meus planos e minha vida. Porque eu gosto de vê-lo bem e feliz. E que assim seja. Um bom ano letivo para nós!

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Os livros do material escolar

Então, a (temida) lista de material escolar do Arthur este ano é simples, básica e enxuta. Entre os itens estão: 2 livros, 1 jogo para a idade, 1 mochila, 1 camiseta de adulto para as aulas de artes, o material de higiene dele, 1 squezee, 1 gibi e 1 revista de recortes.

E então, na reunião que aconteceu sábado, eu perguntei que livros poderia mandar, se era algum específico ou se poderiam ser alguns dos livros que ele tem em casa e me explicaram que havia uma lista disponível no site e eu fui atrás.

Como leitora assídua e adoradora de livros infantis, li todos os 50 livros da lista para selecionar 2 - mesmo que um dos livros ele já tivesse, eu preferi comprar dois livros novos. E então fui destacando os livros que eu considerava bons e bacanas para ele e seus futuros amigos. Separei uns 10 ou 12 e saí do trabalho direto para a Livraria Cultura mais próxima e gastei quase 1 hora lá.

Primeiro, eu fui atrás de um livro pra mim. Depois, fui pedindo pelos livros que eu dos 12 gostava mais, mas a maioria era por encomenda e como eu quero mandar o material já na quinta-feira, acabei comprando apenas o que já tinha lá. Então, eu comprei dois títulos que eu adoro: Ou isto ou aquilo da Cecília Meireles e Marcelo, Marmelo, Martelo da Ruth Rocha.

Eu queria, de cara, um livro de poesia e um livro de estória, para poder diversificar. E queria mesmo de verdade o Limeriques da Tatiana Belinky e um da Ana Maria Machado, que é minha autora preferida na vida. Mas nenhum deles tinha. Nem o Limeriques e nem um dos vários outros da Ana Maria Machado, que estava na lista, então acabei ficando com aqueles dois mesmo.

Já etiquetei, mas nem deixei ele ver que é para não dar problema depois para mandar para a escola. E fiquei feliz da vida com os livros recomendados e com a proposta da escola, que tem roda de estória todos os dias e um jeito bem legal de tocar as coisas.

Eu, apesar de tudo, não poderia estar mais feliz e ansiosa pelo primeiro dia de aula, na quinta-feira.